TEMA: BUSCANDO A SANTIFICAÇÃO

I – UMA SOLENE RECOMENDAÇÃO A TODOS OS CRENTES: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14). As grandes lições do texto são:

  

1.1.Assim como a paz, a santificação deve ser buscada por todos os verdadeiros crentes em Jesus.

  

1.2.Deus é imparcial e estabelece o mesmo cristério de santificação para todos os que desejam ver  a sua face.

  

1.3.Deus não abre mão da santificação na vida do seu povo.

  

1.4.A santificação deve ser buscada e vivida em toda a nossa maneira de viver, 1 Pe 1.15,16; 1 Ts 4.3.  

 

1.5.Na dimensão da eternidade a santidade é a principal marca do ambiente celestial.  

 

II – COMPREENDENDO A NATUREZA DA SANTIFICAÇÃO NO CULTO A DEUS: “Farás também uma lâmina de ouro puro e nela gravarás à maneira de gravuras de sinetes: Santidade ao Senhor”. (Êx 28.36).  As principais lições de Êxodo 28 que podem ser aplicadas à vida cristã hoje são as seguintes: 

  

2.1.Um sacerdócio santo executando um culto santo para o único Deus que é santo (Êx 28.1-4,33-38,41).

 

2.2.Deus separou uma tribo para o serviço do tabernáculo e desta tribo separou uma família para ministração e direção do serviço do culto.  

 

2.3.O sacerdócio deveria ser santo assim como os integrantes da família sacerdotal para que pudessem levar a iniquidade do povo de Israel e não morressem perante a santidade de Deus.

  

2.4.Todos os instrumentos do culto deveriam ser santificados (separados e dedicados) para o uso exclusivo na adoração ao Deus de Israel.

  

2.5.Até as vestes sacerdotais deveriam ser santificadas para uso exclusivo no culto a Deus.

  

2.6.Hoje somos o sacerdócio real (1 Pe 2.4-9) para ministrar perante o Senhor e proclamar as sua virtudes.

  

III - DEVEMOS SER SANTOS PORQUE  O SENHOR NOSSO DEUS É SANTO...

  

       Estudar a natureza de Deus é uma necessidade de todo cristão. Deus é santo e quanto mais conhecemos sobre o caráter santo de Deus, mas nos tornamos conscientes da necessidade de santificação em nosso viver diário, (Is 6.3-7). O apóstolo Pedro, em sua 1ª epístola 1.15,16 cita Levítco 11.45b: “Portanto, vós sereis santos, porque eu sou santo”. Esta pequena recomendação é parte de uma admoestação feita aos cristãos para que aprendessem a viver separados do pecado. “O padrão da santidade é o caráter santo de Deus. Santo (hagios) é a qualidade de pureza e retidão moral. Significa seu estado de separação do pecado”. (Ferreira & Myatt, p.212, 2007). Desta forma, a palavra santo descreve o íntimo da natureza de Deus. A santidade tem um sentido ético. Deus está afastado de qualquer pecado e mal. Ele nem pode tolerar a presença do mal. A ira de Deus é a sua santidade posta em ação contra o pecado (Ap 6.16,17). 

 

       Para nos revelar que é santíssimo, o Senhor nosso Deus estabeleceu sua própria santidade como o padrão moral que devemos imitar. Além destas verdades sobre a natureza santa do nosso Deus, os autores bíblicos, várias vezes, empregam a imagem da luz para ilustrar a pureza moral de Deus (Êx 24.17; Tg 1.17; 1 Pe 2.9; 1 Jo 1.5;2.8-10).  O estudo da santidade de Deus deve provocar em nós pelo menos quatro atitudes:

  

1.Um santo e constante temor em forma de reverência à sua santa presença (Sl 2.11;29.2;96.9).  

 

2.Gratidão contínua por nos aceitar em sua presença mesmo com nossas imperfeições (Sl 103.8-14).

  

3.Um desejo sincero de sermos seus imitadores como filhos amados (Ef 5.1; 1 Pe 1.15,16). 

 

4.Uma renovação da esperança de sermos semelhantes a Ele em sua glória (1 Jo 3.1-3).

  

Pr. Rayfran Batista da Silva. Líder da Assembleia de Deus em Santa Inês – MA. Em 05, 12, 19/01/2015.   

 

 

Please reload

Destaques

9a MOBILIZAÇÃO EVANGELÍSTICA & CRUZADA A VITÓRIA DA CRUZ

September 6, 2018

1/10
Please reload

Noticias Recentes

December 24, 2017

Please reload

Busca por Categoria
Síganos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Assembleia de Deus em Santa Inequidad 

Todos os dias - Manhã e Tarde